5 Rap’s que usam sexta feira 13 como referência

0

É sexta feira. Se você é supersticioso isso pode ter alguma relevância, se não, é mais um dia como qualquer outro. Mas se você for um fã dos filmes de terror, hoje pede uma maratona das clássicas franquias do gênero.

Alguns rappers já usaram como referências o terror nos anos 90. A Def Jam lançou o grupo de horrorcore Flatlinaz, antes de lançar o primeiro álbum do Wu-Tang Clan, Rza fazia parte do Gravediggaz, Snoop fez do clipe de “Murder Was The Case” um curta assustador e Dr. Dre e Ice Cube criaram um inferno em “Natural Born Killaz“.

O mais recente uso de uma referência de terror no Hip Hop foi com o álbum colaborativo de Fabolous e Jadakiss, “Friday on Elm Street“. Vamos relembrar agora 5 vezes que o Rap deu um aceno para Jason, Freddy e companhia.

Big Daddy Kane – “Ain’t No Half Steppin’”

Marley Marl produziu o clássico álbum “Long Live The Kane“, de 1988, do grande mc Big Daddy Kane, onde ele soltou a linha “It’s Friday the 13th and I’ma play Jason”(É sexta-feira 13 e eu sou Jason), referindo-se à franquia 8 anos após o lançamento do primeiro filme, na faixa “Ain’t No Half-Steppin’“. Nicki Minaj também prestou homenagem a esta linha e a repetiu no single “My Chick Bad” de Ludacris em 2010.

Eminem, “3 a.m.”

Embora o MC de Detroit também tenha citado Jason em suas letras em mais de uma ocasião, é justo dizer que o personagem adolescente aterrorizador também inspirou o figurino do show ao vivo de Eminem, mais notadamente nas turnês que cercaram o lançamento do álbum “The Marshall Mathers LP” de 2000.

A Tribe Called Quest – “Lyrics To Go”

O geralmente gente boa, calmo e amigável Q-Tip nos acertou com “…decapitatin’ foes yo as if my name was Jason” (Decapitarei os inimigos como se meu nome fosse Jason). Uma ameaça excepcionalmente violenta e o comportamento calmo em que foi entregue fez ainda mais inquietante.

Jay Z – “Regrets”

O disco de estreia da lenda do Brooklyn colocou o medo em seus contemporâneos da cena do Rap com este clássico de 14 faixas. Na última faixa, “Regrets“, Jay-Z diz: “My hand got this pistol shakin’/ cause I sense danger like Camp Crystal Lake” (Na minha mão tem uma pistola / porque eu sinto perigo como Camp Crystal Lake).

DMX – “The Omen”

Bone Thugs-N-Harmony feat. 2Pac – “Thug Luv”

Big L feat. Jay-Z – “Da Graveyard”

O que essas três músicas têm em comum? Bem, todas elas experimentam a música tema original do filme Sexta Feira 13 de Harry Manfredini. Swizz Beats produziu a faixa de DMX do seu álbum de estreia em 1998, “Flesh of my Flesh, Blood of my Blood“, onde usou o sample como pano de fundo para os vocais de Marylin Manson na controversa colaboração. No clássico de Big L, “Lifestylez Ov Da Poor And Dangerous”, o sample do filme de Jason aparece durante o verso de um jovem Jay-Z. Finalmente, se você ouvir atentamente você pode ouvir o canto entre os tiros, a batida e os versos de 2Pac e Bone Thugs-N-Harmony em seu álbum duplo de platina, “The Art Of War“.

RAPadura – O Terror parte II

Comentários
Carregando...