Os melhores versos em participações de Marechal

0

Já falamos de Eduardo Taddeo, J. Cole e Mano Brown nesta coluna, agora é a vez de Marechal. O MC que nos últimos anos tem criado muita expectativa em todos os apaixonados por rap quando se aproxima o mês de abril.

Marechal é um dos melhores rappers que já pegaram em um microfone, suas rimas bem elaboradas, letras com conteúdo e sua levada falam por si. Toda vez que Marecha é confirmado numa colaboração de outra artista, temos a certeza que virá coisa boa. Assim como toda (rara) vez que ele lança um som sabemos que se tornará um clássico.

Vamos relembrar algumas participações de Marechal nas quais ele roubou a cena.

“Cantar Com o Coração” com Carlos Dafé

No álbum “Bem Vindo ao Baile” do mestre Carlos Dafé, Marechal rima na faixa “Cantar Com o Coração“. Um Marecha tranquilão falando da vida…

“Meu aluguel com vários “mês” pra pagar / Que vagabundo já me fez pra atrasar
Trabalho escravo, ‘dez prás seis’ acordar / Sinceramente, eu quero deixar pra lá
Viver minha vida igual à sexta num bar / Minha liberdade sem ter leis pra charcar
Tanto dinheiro que não dê pra contar / Se os ‘falador’ vier, deixa falar”

“Nó Somos Um Só” com Projota

No DVD “Realizando Sonhos” de Projota, lançado em 2012, Marechal mostrou o que significa ser “um só caminho”.

“Eu vivo de som sem ter disco, e sem ser cantor / Eles perguntam quem sou eu, minha resposta depende de quem cê for / Pois não posso oferecer a minha verdade pros delator / E a revolução depende da informação que não vazou / 100 anos de Mariguela, mantenho as armas erguidas / Pois a guerra é de titãs e a gente não quer só comida /  Eu sou escritor da liberdade, sinônimo da vida / E se seu coração tem verdade, deixa eu rimar nas suas batida”

“O Hip Hop é Foda part II” com Rael e Emicida

Em 2014, Marecha se destacou numa faixa com Rael, Emicida, Fernandinho BeatBox e os scratch’s de KL Jay, no EP “Diversoficando” de Rael.

“Cultura que eu vivo e motiva / Eu dar livro devido a ainda ver tirar vários perdidos
Do mundo iludido deixou eu tão munido / Que desde menino decidi que ser MC era o destino / Investi no meu ensino e pra bom entendedor já ta tudo entendido / O rap é foda, mexe com ele perto de mim, tu tá fodido”

“O Tempo Passou” com Sant

Em 2015 quando Sant lançou o single “O Tempo Passou“, geral viu que era uma boa música. Um tempo depois, no mesmo ano, saiu o trabalho de estreia de Sant, “O Que Separa os Homens dos Meninos“, contendo uma nova versão de “O Tempo Passou” com participação de Marechal. Marecha conseguiu fazer que uma música boa ficasse ainda melhor. Além de rimar no som, Marechal também produziu a batida.

“Quem tá só pr’a pagar de artista e destacar os liricista / Dechavar quem insiste em destratar as nami com uma pá de rima sexista / Não pensa que passa batido essas merda toda que tu posta no Insta / Ir na TV é uma conquista? Só quando for nosso próprio canal / Se não tu é isca e canta no mermo local que o Jornal Nacional nazista / Atiça o povo a ser a favor de aprovar a lei da maioridade penal / Nossos menor precisam de revolução educacional”

“Quem Tava Lá?” com Costa Gold e Luccas Carlos

A definição de roubar a cena foi atualizada depois do lançamento deste som! Sem duvida, Marechal rimou mais do que todo mundo que canta na música. Marecha faz uma linha do tempo de sua carreira, variando a levada e deixando uma mensagem bem clara: “Talento e mídia? Cada um mostra o que tem nas linhas.”

“Sem me vender, sem ter CD / Sem me exceder, nem acender THC pra aparecer / Sem querer ser interesseiro, eu querer crescer / Sem merecer, sucedi sem ter, sem nem ir em TV / Meu saber sobre o silêncio sabe ler / Se cê trás rap pra ser / Cês tem que nascer, cês são bebê / Respeita o pai, carai”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.