‘A Fantástica Fábrica de Cadáveres’ de Eduardo completou 3 anos

No dia de natal, 25, o primeiro álbum solo do rapper Eduardo Taddeo completou 3 anos nas ruas. “A Fantástica Fábrica de Cadáveres“, lançado no natal de 2014, é o primeiro trabalho de Eduardo fora do Facção Central.

Disco duplo, com 32 músicas ao todo, todas compostas por Eduardo, na pegada de sempre, letras contundentes e bem elaboradas, com forte teor ideológico. Foi produzido, mixado e masterizado por DJ Luiz, do estúdio Monstro, em parceria com Reinaldo do A286. Na música “Regime Disciplinar Diferenciado“, vemos o mesmo sample que Nas usou no som “Last Words“, de 1999. “A Era das Chacinas” tem o mesmo sample que Ghostface Killah usou em “Saturday Nite“. Já em “Aprendendo Com os Corpos Desfigurados“, com participação de Yzalú, o sample usado foi o mesmo que Mary J Blige usou em “No More Pain“.

Além da já citada Yzalú, a filha de Eduardo, Gabriela Taddeo, também participa do projeto na música “Os Cravos do Holocausto“. Os manos Smith e J.Arias fazem, praticamente, todos os refrões com back vocals do álbum.

A foto da capa, com vários caixões com nomes escritos a mão em cima, é baseada num protesto das Mães de Maio. São 32 Rap’s que são “tapa na cara pra cada linha”, como diz Marechal. Se você ainda não ouviu, atualize-se e ouça este disco duplo, que há três anos enriquece o Rap Nacional.

Virei o patinho feio do Rap nacional
Porque pra indústria fonográfica não sou comercial

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.