O rap em lançamentos, histórias, notícias, downloads

P-Erri chega sujo, mas sem perder a classe, confira ‘Sujo’ sua mixtape de estréia em carreira solo.

0

Paulo Ricardo, mas conhecido como P-Erri é um forte nome no cenário do Rap no estado do ceará, integrante de um dos grupos de maior notoriedade na capital cearense o Treze9Zero, o rapper e produtor já emplacou vários clássicos ao lado de seu companheiro de grupo Carlos Sagaz, entre eles podemos citar “Sem Cena”, “Mesmo de cara” e “Fortal sem cena” músicas que se tornaram clássicos do Rap em Fortaleza, mas esse ano, após um hiato do treze, p-erri deu enfâse efoco total a produção do seu primeiro trabalho solo, a tão aguardada mixtape “Sujo”.

Insano, indômito e literalmente sujo, uma cria dos anos 90, é assim que P-Erri se mostra em seu primeiro trabalho em carreira solo, com um flow originalmente ácido e visceral, embalado por beats que carregam referências pesadas de boom bap, o Mc cearense resgata a mais pura essência clássica da golden era do Hip-Hop, meclando com samples clássicos formando assim a identidade da obra.

A versatilidade do artista é notável, sempre levando consigo um espírito independente e articulando seus próprios trabalhos, P-Erri, que além de rapper também atua comobeatmaker, um dos mais destacados da cena,tornou- se conhecido por seu pseudônimo de Manicômio Beat, construindo seus próprios beats e produzindo para diversos outros artistas locais, atuando e concretizando sua caminhada na história do cenário Hip Hop no nordeste.

A mixtape “SUJO” conta com 11 faixas, são várias participações de peso como, Eduardo Xavier e Mano Edi (parceiros de Fortal lá Máfia) e ShaoKahn, todas as músicas foram gravadas, mixadas e masterizadas pelo produtor musical Edgar Marques (Raiz Records), que já vem desenvolvendo um trabalho consolidado com o rapper desde a gravação da Mixtape “Sem Cena”, do grupo treze9zero, trabalho esse que foi lançado no ano de 2015. Em 2017, P-Erri lançou vários singles com a participação de outros artistas locais, entre eles Kaimoke, Snow e Dela Braga.

Sujo aborda temas como desafetos, amigos, família e vivências que tem adiquirido em sua caminhada pela cena do rap nas ruas de fortal, um projeto que pode-se dizer ou intitular como um verdadeiro disco atemporal, mostrando a si e a todos, que mesmo sem cena e de cara, é possível ser sujo e clássico! Confira “Sujo” no canal Manicômio Beat no YouTube mais próximo. São os Frutos de uma árvore enraizada, aguardem a próxima safra.

Comentários
Carregando...