O rap em lançamentos, histórias, notícias, downloads

O Cypher tomou gigantescas proporções em Sergipe. Confira os destaques:

0

Nunca se falou tanto em “Cypher” como atualmente, o cenário já viu tantos lançamentos com esse termo que fica difícil entender seu significado: Cypher quer dizer qualquer roda ou algo circular, a expressão ficou popular a medida que o movimento Hip-Hop também crescia, para falar das rodas em batalhas de Breakdance e de Freestyle, e ate mesmo para falar das rodas de maconha. Com a atual ascensão do audiovisual independente, expressão que tem caminhando muito bem com o Rap, temos um formato de vídeo que se baseia no que acontecia nos anos 90, onde um Dj soltava um instrumental e os MCs convidados soltam suas letras sem necessariamente ter relação uma com a outra.

Tudo bem, mas o que isso tudo tem haver com Sergipe, o menor estado do Brasil? O pequeno estado nordestino é pequeno em território, mas em questão de talento é absurda a quantidade e variedade artística. Sem mais delongas, nessa lista seguem três Cyphers impressionantes que saíram nos últimos meses. Acompanhe agora:

Chega pra representar – Artigo 163, Família BocaSecas, Guerrilheiras & Souja MC

O mais atual nessa lista, lançado na primeira quarta (5) de Julho. O Cypher “Chega pra representar” foi uma iniciativa da revista REVER que através de sua revista digital e de seu canal totalmente independentes, lançaram essa pérola do Rap sergipano. A união entre as minas do Artigo 163, Família Bocas Secas, Guerrilheiras e o talentoso Souja MC não podia ser melhor, com um audiovisual incrível e rimas viscerais é difícil dizer quem rimou melhor, na ordem são: Daniela DK (Artigo 163), Saulo Beats (FBS), Manu (Artigo 163), Souja MC, Gelo (FBS), Clara de Noronha (Guerrilheiras) e Rato (FBS), está imperdível. Confira acima:

___

Poetas da Trincheira – John Seth, JB, Zion79 (THG) & MkM

Lançada no canal da Família Sativa o Cypher “Poetas da Trincheira” é a união entre alguns dos melhores MCs da atual geração sergipana. Com sample de System of a Down e rimas que fizeram valer a superprodução da Alive Beats, esta realmente imperdível. Na ordem por verso temos: John Seth (Família Sativa), JB, Zion79 (THG) e o alquimista MKM. Assista e tire suas conclusões.

___

Conto Do Vigário – Relato Verdadeiro, Guerrilheiras, Flor Marias & Anne Souza

“Conto do Vigário” talvez seja a obra mais importante, relevante e expressiva do rap sergipano em 2017, uma obra alem do seu tempo. O Cypher foi feito inteiramente por mulheres, desde a produção desse super clipe assinado por Bruna Noveli, Cend Luara e Júlia Tavares até as rimas proféticas de Yala Souza (Relato Verdadeiro), Clara de Noronha e Líria Regina (Guerrilheiras), Ariane Passos (Flor Marias) e Anne Souza. O caso é que esse clipe foi ao ar 4 meses antes de uma matéria no Fantástico sobre o uso de mulheres como um instrumento capitalista para lucrar mais em festas e eventos. Segundo a matéria, hoje em dia é proibido a venda de ingressos com valores diferenciados para homens e mulheres, exatamente o tema dessa Cypher. O Rap mais uma vez se prova um poderoso veículo de debate e principalmente de mudança politica e social, fechando com chave de ouro essa lista.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.